Foi uma imensa alegria fazer parte da curadoria da primeira Movida Literária junto aos escritores Jéferson Assumção, Paulliny Gualberto Tort, Nicolas Behr e José Rezende Jr. O evento, que aconteceu entre os dias 21 e 28 de junho de 2017, reuniu 28 escritores (sendo 26 de Brasília) em sete bares e cafés de Brasília. A premissa era simples: colocar ao redor da mesa de bares autores para conversarmos sobre literatura – e foi exatamente isso que aconteceu.

 

2ª Noite Movida Literária - Mariana Costa-7

 

Apesar de simples, a produção do evento foi difícil. Afinal, ainda na primeira edição, foi complexo convencer a cidade sobre a pertinência de se realizar algo assim em Brasília. Penso que essa dificuldade decorre de dois elementos básicos: o lugar altivo que no qual a literatura ainda permanece no imaginário geral (a tal torre de marfim) e o fato de a capital federal do país ser um tanto relapsa no que diz respeito à produção literária local. Como se pôde constatar, não só um bate papo sobre literatura em bares e cafés rende muitas ideias como também existem muitos e excelentes escritores em todo distrito federal. E, acima de tudo, existe um público muito interessado no que se escreve por aqui. Superando todas as nossas expectativas, as sete noites (que acontecerem nos bares Beirute, Sebinho, Bar 400, Ernesto Café, Martinica, Objeto Encontrado e Bar Raízes) contaram com um público que superou nossas expectativas, tanto pela quantidade quanto pelo interesse.

 

5ª Noite Movida Literária - Mariana Costa-658

 (Martinica Café, 26.05.2107)

 

Tínhamos a intenção de expandir o evento já na primeira edição, mas a Movida Literária deste ano concentrou-se apenas no plano piloto (todavia, contou com a participação de escritores das regiões administrativas, as cidades-satélites). Não poderia ser diferente: além de ser a primeira, realizamos todo projeto contando com pouco (mas de fundamental importância) apoio da cervejaria Colombina, do bar Raízes e da agência Fermento, e com um financiamento coletivo no Catarse. A Movida Literária, portanto, aconteceu por conta da nossa vontade de realizá-la e pelo engajamento de muitas pessoas que bancaram a proposta e colocaram a mão na massa de diversas formas. Sou imensamente grato a cada um que se dispôs a contribuir, tanto financeiramente quanto com o suor, para que o evento acontecesse.

 

 2ª Noite Movida Literária - Mariana Costa-283

 (Sebinho, 23.05.2017)

Para mim, o saldo mais importante foi a reunião de tantas pessoas interessadas e envolvidas com literatura. Promover o encontro e o estabelecimento de redes é fundamental para a literatura brasiliense, que, ao meu ver, requer apenas um empurrão para se consolidar no cenário nacional.

 

Última Noite Movida Literária - Mariana Costa-40

(Bar Raízes, 28.05.2017)

 

Depois de tantas lições aprendidas, estamos rascunhando já a segunda edição da Movida Literária. E não somente: cientes da importância de somar, a Movida Literária está estabelecendo contatos e parcerias para que o evento não se restrinja à semana de encontros, mas que se realize de outras formas, unindo-se a outras expressões culturais. Portanto, em breve voltaremos à rua, aos bares e cafés, onde quer que existam pessoas interessadas, para colocar a literatura em circulação.

Share Button